FAÇA O DOWNLOAD DAS NOVAS
APOSTILAS DIDÁTICAS
Cyberbullying

Assuma o

compromisso de acabar

com o Bullying

PESSOAS NÃO FICARAM CALADAS!

Sou estudante

Sou adulto

(Por quê?) Opcional

ASSINE O COMPROMISSO

COMPROMISSO PARA OS ESTUDANTES

O bullying tem consequências para todos os envolvidos e pode fazer da vida de alguém um verdadeiro pesadelo. As pessoas se sentem isoladas, tristes e têm medo de ir à escola. Eu tenho o poder de acabar com o bullying me envolvendo de algumas formas. Este é o meu compromisso:


Não ficarei calado – Vou dizer algo quando vir crianças humilhando ou machucando outras. Eu vou falar sobre bullying com os meus amigos e com os adultos que me rodeiam. Vou mostrar para todo mundo que acho que maltratar os outros está errado.


Serei um defensor – Vou ajudar a todos aqueles que possam precisar do meu apoio, e não apenas os meus amigos próximos. Não ficarei calado quando alguém estiver sendo maltratado.


Serei um exemplo — Serei um modelo a seguir todos os dias, mostrarei que podemos conviver bem na minha escola, resolvendo conflitos pacificamente. Não vou maltratar ou excluir ninguém, espalhar fofocas, seja pessoalmente, pelo celular ou computador.


Prevenir o bullying começa comigo. Ao assumir este compromisso posso mudar a minha vida e a de outra pessoa para melhor. Vou encaminhar esta mensagem para os meus amigos e familiares, e aumentar o número de pessoas dispostas a dizer: chega de bullying. Não vou ficar calado.

COMPROMISSO PARA OS ADULTOS

O bullying não é “coisa de criança”. Ele pode ter consequências prejudiciais sobre elas, suas famílias e a comunidade. Como adulto, sei que posso ajudar de várias formas. Este é o meu compromisso:


Não ficarei calado – Reconheço que, como adulto, sou responsável e devo assumir uma posição em relação ao problema, mesmo antes de ele atingir meus familiares e amigos. Vou mostrar a todos que ajo de maneira responsável diante de uma situação de bullying, evitando combater a violência com mais violência.

Serei um defensor – Vou defender as crianças que precisam de ajuda, tanto as minhas quanto outras que necessitem do meu apoio. Incentivarei a prevenção do bullying por meio da capacitação de toda a equipe da escola, para que todos conheçam formas efetivas de proteger nossas crianças.

Serei um exemplo — Tendo um comportamento exemplar, ajudarei as crianças a lidar com os conflitos. Sei que posso fazer isso pacificamente, tanto dentro da minha família, quanto na escola e na minha comunidade.

Serei um aliado — Vou me comprometer com as ações implementadas na minha escola. Trabalharei com pais e mães, educadores e outras pessoas que se esforçam para acabar com o bullying, especialmente se souber que meu filho está envolvido.


O bullying faz com que as crianças queiram ser invisíveis. E nós podemos mostrar a elas, por meio de nossas ações, que as vemos, as escutamos e, o mais importante de tudo, que elas podem contar conosco para melhorar suas vidas. Assumir este compromisso é o primeiro passo, e o encaminharei aos meus amigos e familiares para formar uma comunidade que pensa: chega de bullying. Não vou ficar calado.

ASSINE O COMPROMISSO

Bullying

RESPONDER À
ENQUETE
é quando alguém machuca ou humilha constantemente outra pessoa.
Xingar, espalhar rumores, agredir ou excluir intencionalmente
alguém também são formas de bullying.
Isso pode acontecer pessoalmente, por escrito, pelo telefone, pela internet, redes sociais (bullying virtual), na escola, no ônibus, em casa... em qualquer lugar. Seja lá onde for, o bullying é inadmissível. O bullying é um problema sério que afeta milhões de crianças sem importar de onde são, principalmente na escola. E esse problema precisa ser resolvido o quanto antes. Normalmente, os menores, mais novos ou mais vulneráveis são as vítimas dos agressores. Eles escolhem as crianças que consideram diferentes, as que não usam roupas da moda, que vêm de uma minoria étnica, social ou racial. Por exemplo: as mais atrapalhadas, mais gordinhas, que têm as melhores notas ou que sejam tímidas. A verdade é que quem está a fim de machucar, humilhar ou excluir alguém do seu grupo de amigos não precisa de muito. O agressor não só humilha as vítimas como também afeta as testemunhas, especialmente quando elas não sabem o que fazer a respeito.
O bullying virtual se espalha viralmente pela web e pode fazer a vítima se sentir humilhada constantemente, de uma forma difícil de deter.
Não é uma piada, não é uma brincadeira, o bullying é inadmissível.

Dicas

Seja você a vítima ou a testemunha do bullying, existem muitas coisas que pode fazer para detê-lo. Mas a melhor coisa é NÃO FICAR CALADO.

Enquete

Qual é a sua experiência com o bullying?
Participe desta enquete anônima e ajude na campanha. Marque a resposta correspondente.
Já sofri bullying
SIM NÃO
Já testemunhei o bullying
SIM NÃO
Já testemunhei o bullying virtual
SIM NÃO
Já agredi ou humilhei alguém
SIM NÃO
Já tentei impedir uma situação de bullying
SIM NÃO
Já conversei com os meus pais sobre o bullying
SIM NÃO
Já conversei com os meus professores sobre o bullying
SIM NÃO
Já tive uma aula sobre bullying na escola
SIM NÃO
Acho que podemos deter o bullying na maioria dos casos
SIM NÃO
ENVIAR